1

Carlos SantosCarlos Santos, formado em engenharia informática e informática de gestão, sempre teve um percurso profissional ligado às tecnologias de informação, e foi um dos responsáveis pelo nascimento da empresa, que se encontra sediada no Estoril.

A atividade da Doree IT centra-se no apoio, desenvolvi- mento, implementação e aconselhamento na respetiva aquisição de software, TI e comunicações, e abrange diferentes ramos empresariais, estendendo-se, além da hotelaria, ao retalho, logística e gestão, “na parte operacional e de apoio à decisão, faturação e implementação de gestão”, completa o responsável.

Para tal, a empresa desenvolveu parcerias estratégicas com empresas e marcas internacionais de software de renome que a munem com produtos e oferta, de destacar a PHC e a TCPOS, integrada no grupo Zucchetti.

A ideia base que levou à criação da empresa foi o facto de conhecermos bem o mercado e sabermos o que as empresas necessitam. A partir daí, precisamos de parceiros que nos preencham com core e sustentabilidade e nos deem mais-valias nas diferentes áreas. O nosso conheci- mento internacional de software permite-nos adaptar o bom trabalho feito pelos maiores especialistas internacionais às necessidades e exigências das empresas, mercado nacional e respetiva regulamentações,

esclarece Carlos Santos.

A customização e desenvolvimento de projetos à medida é outro ponto forte da empresa: “Enquanto integradores, pegamos em produtos estandardizados e fazemos um ‘tailor-made’, não apenas da respetiva implementação, mas também ao nível de software específico”.

Além da capacidade de prestar um serviço chave-na-mão, recorrendo quando necessário a parceiros de longa data, a Doree IT aposta ainda nos serviços Cloud, que, acredita Carlos Santos, são uma tendência. E essa conetividade e interligação garantida aos clientes tem-se mos- trado um fator muito positivo.

TORNE OS SEUS SERVIÇOS DE IT MAIS FÁCEIS

Entre os muitos projetos de relevo desenvolvidos pela empresa, o empresário dá como exemplo o software desenvolvido para a área do golfe: “Fizemos o portal para a Federação Portuguesa de Golfe e tivemos uma experiencia muito interessante de implementação com a PHC na mesma entidade, para a qual criámos uma série de automatismos em termos de faturação”.

Com a maioria da sua atuação localizada no mercado ibérico e angolano, a Doree IT é, no entanto, uma em- presa sem fronteiras que está preparada para ajudar as diferentes entidades nos mais recentes desafios que se levantam. Quanto a essa temática, o engenheiro destaca a mobilidade empresarial e a necessidade de desenvolver e adaptar negócios ao comércio eletrónico, que urge de forma cada vez mais imperativa no mercado nacional. “Os negócios estão a tornar-se menos fixos e mais móveis e os últimos meses foram a prova disso. Já ajudámos muitas empresas a fazer essa transição. Esse é o caminho já presente, mas cada vez mais futuro. E aí entra a nossa área de desenvolvimento e a customização. Temos soluções nesse sentido que permitem a micro e pequenas empresas, com valores interessantes, por os seus negócios a funcionar”,finaliza.

AGÊNCIA DE LEILÕES C. PARAÍSO: 50 ANOS CONSIGO PARA LHE MOSTRAR OS MELHORES NEGÓCIOS

Previous article

L&N – LEGAL NETWORK: PRIVILEGIAMOS A SATISFAÇÃO DO CLIENTE

Next article

You may also like

1 Comment

  1. Parabéns Carlos e Doree! O mercado nacional precisa de bons parceiros PHC e particularmente versados em modelos Cloud.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *