0

Susanna Tocca, fundadora da DMC DOC

As empresas turísticas de enoturismo estão a contribuir cada vez mais para a promoção do vinho e das paisagens vinícolas em Portugal. A DOC DMC é uma delas. Fundada em 2008, tem vindo a apostar no desenvolvimento do património gastronómico nacional. Winelands Portugal é a marca que identifica o seu produto quando chega ao consumidor final. No início do projeto, Susanna Tocca, fundadora da DOC DMC, viu boas perspectivas de sucesso, pois não havia muitas empresas a oferecer os serviços da Wineland.

Há uma grande lacuna no enoturismo: os turistas sabem que existem muitas quintas, mas não sabem onde é que elas se situam nem construir um roteiro que faz sentido

A DOC DMC organiza eventos, roteiros vinícolas, degustações de vinho e viagens. A empresa de enoturismo cria itinerários feitos à medida para viajantes individuais, famílias e grupos bem como para o segmento corporate onde o interesse em eventos vínicos tem vindo a crescer.

Em quanto a marca DOC DMC é utilizada para aos projetos B2B colaborando com agencias e outros parceiros internacionais a marca WINELANDS é a marca destinada para o consumidor final atraves de um portal online que ofrece excursões e experiencias Enogastronomico em todo o país.
“Estamos a vender cada vez mais experiências de um dia e roteiros enoturísticos.” Os clientes da Winelands são, sobretudo, de origem brasileira e americana mas também os países de língua alemã tem mostrado muito interesse.

Os países conheci- dos para terem bom vinho como Italia, Espanha ou França tem menos interesse mas o que esta provado é que a maioria das turistas que vem a Portugal vem também com a intenção de fazer Enoturismo, de visitar pelo menos uma Quinta. Apesar de toda a divulgação dos últimos anos as pessoas que conhecem e apreciam o vinho português ainda são na minoria, o vinho português ainda é considerado como o segredo, o the next big thing.

E é por ser o “the next big thing”, como diz Susana, que, se- gundo a própria, é complicado encontrar vinho português no estrangeiro. “Há pessoas que não sabem onde encontrar o nosso vinho nos seus países.” Contudo, a exportação do vinho português tem crescido todos os anos. “Tenho reparado que nos últimos anos, a Viniportugal, organização de marketing e promoção do vinho português está a colaborar cada vez mais com o Turismo de Portugal . Este é o caminho.” Na DOC DMC, a tendência é a mesma: “Queremos dar a conhecer o país através do património gastronómico e vinícolo.”

Nesta aposta do desenvolvimento do enoturismo é crucial que as quintas estejam preparadas para receberem os turistas, afirma Susanna Tocca “As quintas têm que ter profissionais que falem várias línguas e que possam ter conhecimentos suficientes para gerir uma visita impactante e enriquecedora que possa acrescentar valor ao turista.

Outra questão é o respeito para a cadeia de distribuição: As agências nacionais e empresas de animação turística não podem ser excluídos uma vez que fazem um importante trabalho de divulgação. Por isso tem que haver um cuidado com a estrutura de preços e os valores publicados na Internet tem que ser diferenciados neste sentido.

A DOC DMC tem vindo a estabelecer parcerias com quintas de norte a sul do país.

Nós selecionamos as quintas pelo nível de qualidade e aconselhamos que tipo de experiências é que po- dem oferecer aos seus clientes de modo que a parceria possa ser bem sucedida.

Com o Portal www.winelands.pt estamos a apostar fortemente na promoção internacional de Portugal como destino de Enoturismo e isto vai naturalmente também divulgar o vinho português bem como as muitas estruturas de Enoturismo que já existem em Portugal e ainda são tão pouco conhecidas, os Winebars, as Quintas e os luxuosos winehotels.

Pioneira neste segmento de nicho já em 2011 a DOC DMC organizou o primeiro congresso internacional de Enoturismo no Porto para mais de 200 pessoas. Desde então Portugal afirmou-se em passos gigantes no Turismo e no Enoturismo. Mas ainda há muito para fazer.

No próximo ano, a DOC DMC quer continuar a expandir o seu negócio e a levar além-fronteiras o património nacional gastronómico e vinícola através do turismo.

Vamos aumentar o nosso relacionamento com agências no estrangeiro, investir no negócio online e projetar a imagem premium de Portugal atraves de uma marca que criamos para este efeito , Excelência de Portugal ! O vinho é um ótimo meio de comunicação para a promoção do melhor que o destino oferece.

Turismo e Migração Caminham de Mãos Dadas

Previous article

Best Account: Somos Muito Exigentes na Resposta ao Cliente

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *